Mães compartilham desafios da síndrome de Down em oficina no Hospital da Mulher

10/6/2021, 14:55 | Foto: ACM
Programação tem rodas de conversa e atividades sensoriais

Na próxima quarta-feira, 16, a Prefeitura de Feira promove oficina para discutir as experiências e os desafios da síndrome de Down na maternidade. Rodas de conversa com mães, oficinas sensoriais e de desenvolvimento infantil integram a programação do evento, intitulado ‘Síndrome do Amor’. 
 
Pessoas com Down são conhecidas por serem extremamente carinhosas, perseverantes e, se estimuladas, podem levar um vida social e profissional igual à de qualquer pessoa. 
 
Ter um filho especial significa um universo de novos desafios, e as dificuldades podem ser superadas com o acesso à informação e o esclarecimento, além do apoio dos familiares e da equipe médica.
 
O local de realização será o ambulatório do Hospital Inácia Pintos dos Santos - Hospital da Mulher - das 9h às 10h / 15h às 16h. A participação deve ser agendada no setor de Fisioterapia, da unidade hospitalar, através do telefone (75) 3602.7125. 
 
Segundo informações da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, todas as medidas serão respeitas, como exigência do uso de máscara e higienização com álcool 70º, além do distanciamento social. Ainda, cada mãe participante receberá seu próprio material. 
 
Síndrome de Down 
 
A trissomia do 21 caracteriza-se por um conjunto de malformações causadas pela presença de um terceiro cromossomo no par 21. Desde o início de seu desenvolvimento, o bebê apresenta alterações na formação de vários órgãos e características físicas semelhantes entre si. 
 
É importante destacar que a síndrome de Down não é uma doença, e sim uma condição genética, portanto, não tem cura. Se a pessoa for submetida a uma série de cuidados médicos - protagonizados por uma equipe multidisciplinar de especialistas, não limitados a crianças pequenas, as chances de desenvolvimento cognitivo e mental aumentam de acordo com os estímulos.


  •