Fundação Egberto Costa ganhará sede própria

17/9/2021, 11:51 | Foto: Divulgação
O equipamento será construído com recursos próprios da Fundação Cultural no valor de R$ 483 mil

A véspera do Dia da Cidade (18 de setembro), quando Feira de Santana, completa 188 anos de emancipação política, o prefeito Colbert Filho autorizou a construção da sede da Fundação Municipal de Tecnologia da Informação, Telecomunicação e Cultura Egberto Tavares Costa (Funtittec), no bairro São João.

O equipamento será construído em área integrada ao Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo, com recursos próprios da Fundação Cultural no valor de R$ 483 mil. O prazo para conclusão dos serviços é de seis meses. Com a nova construção, a área do Parque do Saber será ampliada em até 500 metros quadrados.

O local será dotado de gabinetes da presidência e do diretor de Projetos e Sistemas, salas da chefia de gabinete, funcionários e de espera, além de almoxarifado, arquivo, copa e sanitários.

Ao anunciar as ações na área tecnológica, Colbert citou a visita que fez recentemente à Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste), onde tratou de investimentos que possam transformar Feira em uma Smart City - conceito de Cidade Inteligente. Algumas dessas iniciativas são semáforos e iluminação inteligentes e implantação da tecnologia 5G nas novas luminárias.

“Vamos tentar implantar uma área experimental da tecnologia 5G em Feira para realizarmos os testes. É preciso uma estrutura que funcione e nós temos, que é a Fundação Egberto Costa.  Para isso, vamos ampliar a sua área administrativa e esse é um investimento importante e necessário”, afirmou Colbert.

Para o diretor presidente da instituição, Antônio Carlos Coelho, os investimentos representam uma grande conquista.

“A fundação desde sua existência vem ocupando provisoriamente órgãos públicos, como o 1º andar do Paço Municipal Maria Quitéria (sede da Prefeitura) e o Centro de Cultura Maestro Miro, no Muchila, além das dependências do Museu Parque do Saber. Agora, ganhará sua sede própria, o que vai melhorar as condições de trabalho”.

Ouça aqui o podcast. 

 

 

 



  •