Febre vespertina e tosse prolongada podem indicar tuberculose

17/4/2024, 9:32 | Foto: Thiago Paixo
O tratamento feito de maneira gratuita na rede municipal e tem durao de seis meses

Uma tosse prolongada que dura mais de três semanas necessita de investigação. No país, a incidência é de 37 casos de tuberculose a cada 100 mil habitantes, conforme os dados do Ministério da Saúde. Em Feira de Santana, 157 casos foram registrados em 2023.

A incidência no município é de 25,4 por 100 mil habitantes. Desse total, 116 são de tuberculose pulmonar, o tipo mais frequente e preocupante da doença.

Além da tosse que não passa, a febre baixa durante à tarde, o emagrecimento ou a falta de apetite, o suor noturno e a dor no peito são considerados sintomas da tuberculose. Por ser uma doença infecciosa, o risco de contágio aumenta em lugares pouco ventilados e com muitas pessoas.

A enfermeira referência técnica de tuberculose, Gilca Lessa, destaca que o tratamento é feito de maneira gratuita na rede municipal e tem duração de seis meses, sem interrupções.

“A tuberculose tem cura. Geralmente, após 15 dias de tratamento, a pessoa já não transmite mais a doença. É importante alertar que quem apresentar os sintomas deve procurar a unidade de saúde do bairro para fazer uma avaliação”, frisou.



  •