Falta de asfalto dificulta recapeamento em ruas da cidade

13/5/2021, 15:51 | Foto: Jorge Magalhes
Empresa tem encontrado dificuldades na compra do produto

Os serviços de recapeamento asfáltico, em Feira de Santana, terão continuidade quando a Refinaria Landulpho Alves retomar o fornecimento desse material (CAP- Cimento Asfáltico de Petróleo). A empresa responsável em realizar os serviços, no município, tem enfrentado dificuldades em adquirir o produto na Bahia, o que tem elevado os custos.

Por esse motivo, os trabalhos da Superintendência de Operações e Manutenção (SOMA) estão concentrados somente no tapa-buraco.

“Estamos assegurando as manutenções das vias com os serviços de tapa-buraco buscando o asfalto em Fortaleza, no estado de Ceará. Porém, torna-se inviável fazer o recapeamento asfáltico, neste momento, devido ao custo ser mais elevado”, afirma o superintendente da SOMA, João Vianey.


Segundo o engenheiro, as operações de tapa-buraco estão concentradas nos bairros SIM, Centro e Tomba.
 



  •