SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

Servidores que irão concorrer as eleições municipais devem se afastar até dia 3 de julho

29/6/2020, 11:24h |

Servidores públicos efetivos da administração direta da Prefeitura de Feira de Santana, que desejam concorrer a cargo eletivo nas próximas eleições municipais, têm até o dia 3 de julho para se afastar das atividades para obter a desincompatibilização em obediência a lei Federal.

Para orientar os servidores, a Prefeitura de Feira de Santana publicou o decreto n° 11.622 na edição de sábado, 27, do Diário Eletrônico Municipal, estabelecendo as regras e explicando os procedimentos.

Ao servidor público efetivo será garantido o gozo de licença para concorrer a cargo eletivo, com percepção integral do seu vencimento ou subsídio, de acordo com a lei. O servidor efetivo investido em cargo em comissão deverá requerer exoneração no mesmo prazo. Já o servidor ocupante de função gratificada deverá solicitar a cessação da designação e licenciar-se em seu vínculo efetivo.

O afastamento concedido por Licença para Concorrer a Cargo Eletivo deve ser destinado exclusivamente para dedicação à campanha eleitoral, sob pena de improbidade administrativa. Para isso, o servidor deverá preencher o formulário no site da Prefeitura, nos links Protocolo Eletrônico - Sistema Eletrônico de Informações - SEIFSA, marcando a opção “SEADM – LICENÇA PARA CONCORRER A CARGO ELETIVO”. O requerimento deverá ser devidamente protocolado, caso a caso, até as datas-limite.

Anexo ao requerimento, o servidor deve juntar Certidão de Filiação Partidária atualizada, obtida no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com a confirmação do recebimento do requerimento da licença, todo o processo poderá ser acompanhado no site.

Após a confirmação de sua candidatura perante a Justiça Eleitoral, o servidor deverá comparecer, na sede da Secretaria Municipal de Administração, impreterivelmente até 15 (quinze) dias após o protocolo do pedido de registro de candidatura, para apresentar documentos.

O decreto segue os prazos estabelecidos até então pelo TSE, com as eleições programadas para o dia 4 de outubro de 2020.



  •